Unidade de Gestão e Formação

Procure seu curso:

Pós-Graduação

Extensão

Presencial | A Distância

0300 10 10 10 1
Busca Rápida

Papo na Gama: Delegar Tarefas: Habilidades do Líder

20/02/2013

Descrição/ Entrevista na íntegra: Prof.ª Sonia Savino de Souza

Tema: Delegar Tarefas: Habilidades do Líder

O Programa Papo na Gama recebeu a professora Sonia Savino, especialista ns áreas de Educação, Gestão e Saúde com foco nas áreas pedagógica e administrativa. Licenciada em Letras e Pedagogia, atua como consultora em desenvolvimento humano e organizacional, através de programas de consultoria, assessoria, treinamento e capacitação de profissionais.

No qual tratamos sobre Delegar Tarefas: Habilidades do Líder.

Confira:

Papo na Gama: Quais são os principais objetivos de um líder atualmente?

Prof.ª Sonia Savino de Souza: O líder hoje para resumir um pouco, já que é um dos assuntos mais extensos no momento de grande transformação que estamos vivendo, requer que o líder tenha uma visão sistêmica mais abrangente, uma postura mais participativa, atitudes mais assertivas e criteriosas ao mesmo tempo e foco nos objetivos sempre e no desenvolvimento do capital humano. Essa é a necessidade do perfil atual exigido de um líder, e sem sombra de dúvida com grande desenvolvimento de inteligência emocional.

?Na realidade o receio de perder o controle está associado à própria insegurança, a própria necessidade de controle pessoal?.

Papo na Gama: O que significa delegar?

Prof.ª Sonia Savino de Souza: Delegar significa a transferência de autoridade ou responsabilidade sobre uma tarefa para uma pessoa devidamente preparada. Com isso, preparar, nós vamos entender qualificada, com capacitação técnica para aquilo, com o devido treinamento de acordo com o contexto que ela está atuando e prazos, o funcionamento da equipe e tudo isso junto.

Papo na Gama: Se um líder não se sente apto a delegar de que maneira ele deverá desenvolver essa competência?

Prof.ª Sonia Savino de Souza: Será que um líder consegue se sentir não apto para não delegar? Talvez ele vá pela dor, comece através dos erros, das faltas de acertos, falta de conquista de prazos e objetivos, comece a se perguntar o que está errado. O líder hoje está passando por uma transição, ele está saindo da chefiança, porque antigamente ele tinha essa posição de chefia.

Hoje a liderança pede um outro perfil, e ele está saindo da transição exatamente da chefiança de uma para a outra e ele não percebe que eu não preciso olhar o outro, o que está dando errado com o outro como não vai saber, até delegar eu já fiz. Sempre achando que ele está acima de tudo e então ele não para identificar o que ele faz que o outro também possa fazer, não está aberto para essa troca, tem a necessidade do controle, sendo assim dificilmente percebe que não está apto. Só começa a perceber na realidade, sente que não está apto a delegar na hora que ele não tem mais hora para dormir, não tem mais hora para sair, carrega tudo com ele não só em laptop ou pendrive e sim na cabeça o tempo todo e começa a diminuir sua qualidade de vida e de trabalho.

"Delegar significa a transferência de autoridade ou responsabilidade sobre uma tarefa para uma pessoa devidamente preparada".

Papo na Gama: Fatores como o receio de perder o controle, a desorganização e a falta de priorização das atividades e do preparo dos funcionários faz muitos líderes de pequenas e médias empresas assumirem mais funções do que poderiam dar conta deixando de lado o papel estratégico que deveriam estar exercendo. Como reverter essa situação?

Prof.ª Sonia Savino de Souza: O líder precisa começar a perceber o que depende dele, como ele pode perceber o que está em volta dele. Na realidade o receio de perder o controle está associado à própria insegurança, a própria necessidade de controle pessoal. O quer que eu fale nesse sentido eu vou voltar para o líder, suas crenças, seus valores e o seu funcionamento mais isolado, o que vai com certeza contaminar a qualidade do trabalho em equipe. A falta de organização nas atividades é a necessidade que todo o líder tem para um trabalho de equipe funcionar de planejamento. Ele tem que ter foco no objetivo, foco no caminho que ele precisa trilhar, nas prioridades que ele tem que seguir. Não adianta listar prioridade não, e sim definir a sequência cronológica. Vou aqui fazer um exemplo: Ninguém entra no chuveiro para tomar banho sem antes tirar os sapatos, só após tirar os sapatos você entra no banho.

Não basta apenas que se delegue uma tarefa, eu preciso que me preencha um relatório, é só preencher, mas o funcionário não sabe sobre o que se trata, qual o objetivo, o que está envolvido ali. Preciso treiná-lo para que ele saiba lidar com os dados, interpretar esses dados. Isso faz parte da liderança participativa , quando eu tenho este convívio maior cada um sabe o seu papel na equipe , sabe a função, o desempenho de cada um onde um impacta no trabalho do outro, na qualidade final para atingir o objetivo. Eu preciso dedicar esse tempo, eu gasto esse pouquinho de tempo, talvez me de um pouquinho mais de trabalho, mas o resultado é infinitamente maior e eu como líder estou liberando para as minhas funções estratégicas e acompanhamento do processo.

"Não adianta listar prioridade, e sim definir a sequência cronológica".

Papo na Gama:De que forma o mapeamento, que significa conhecer com profundidade tudo o que é realizado por todos os profissionais de uma empresa pode auxiliar o líder no processo de delegar e identificar as principais características de cada colaborador e seu aproveitamento?

Prof.ª Sonia Savino de Souza: O mapeamento vai auxiliar o potencial de cada um, desenvolvimento de cada um e até ao longo de algum tempo como as coisas estão andando, porém mais importante que o mapeamento, eu entendo que a ampliação da visão sistêmica é umas principais necessidades de um líder. Por que isso? Porque eu preciso entender primeiro que delegação não é uma atitude, é um processo que vai gerar divisão de tarefas, diversidade de opiniões, vai ser motivacional, pois lida com a autoestima do outro, além da minha segurança como líder está intacta eu vou gerar segurança ao outro, ajudar o outro. È uma troca e aumenta a integração e essa visão me faz conhecer o todo, visão, missão e valores da empresa, e além de tudo adicionado ao mapeamento, que é trazer aquilo de primeira, porém nós todos somos possibilidades.

Tudo aquilo que formos preparados, estimulados através do próprio do autoconhecimento eu for buscar vai agregar muito mais do que só aquelas qualidades, habilidades e competências que aparecem neste mapeamento. Então essa visão me faz ver a necessidade da empresa, os objetivos a cada contexto, a cada passo e os da empresa também. O que a empresa me fornece de recursos para eu conseguir isso e até onde eu posso ir.

Por isso eu acho que a visão sistêmica é um dos valores meios que o líder pode usar para conseguir melhores resultados.

 

 




» Todas as notícias

Notícias Relacionadas






Cursos por Cidade






Nuvem de Tags

Gama Social - Redes Sociais Phorte TV
Unidade de Gestão e Formação |
| .Contato: academico@posugf.com.br